CONDICIONAMENTO FÍSICO
O condicionamento físico é a interação de várias capacidades físicas, visando o melhor funcionamento músculo-esquelético, cardiorrespiratório, cardiovascular e metabólico do indivíduo. As principais capacidades físicas relacionadas são: força, potência, resistência cardiovascular, resistência muscular, flexibilidade e coordenação motora.

Mitos antigos adotados por atletas e treinadores, como o de que o trabalho de força não contribui de forma positiva ao trabalho de endurance ou o trabalho de força resulta em perda da flexibilidade, não possuem nenhum embasamento científico. Muito pelo contrário, vários estudos demonstram que o intercâmbio planejado de várias ou das principais capacidades físicas, contribui na prevenção de lesões, na melhora do gesto desportivo, no maior controle da composição corporal e na recuperação físico-mental do indivíduo.

Para a população não-atleta segue a mesma recomendação: o treinamento deve sempre constar exercícios resistidos, exercícios de flexibilidade e de resistência aeróbia, justamente, devido ao sinergismo entre as capacidades físicas e suas contribuições para o organismo.

Sendo assim, esse modelo de condicionamento físico sistêmico contribui para o desenvolvimento da saúde e do bem-estar na medida em que potencializa os sistemas biológicos funcionais, gerando condições de vitalidade e autonomia, as quais desencadeiam benefícios à auto-estima e à qualidade de vida.